segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Depoimento de uma louca

Fecho os olhos ..
e sou tragada por esse mundo paralelo que se alimenta de meu ser.
Caio tão fundo e tão desesparadamente como a Alice nas Maravilhas .. me sinto ansiosa pois mesmo sendo a convidada de honra eu nunca sei o que posso esperar do poder que a dama criou sobre mim ..
Meus olhos transformam tudo .. criam seres que podem ser tanto amigos como uma assombração aterrorizante, basta saber como lidar com eles.
As vezes meu mundo me castiga .. me pune risonhamente com medos e horror.
Aquela dama sempre aparece como a regente de todo esse caos, uma dama na qual não vejo a face por causa da nebulosidade que a circunda.
Seus movimentos são leves e doloridos, me dói sem eu saber porque.
A voz .. é sussurrante mesmo não saindo som algum.
Essa dama me disse que faz parte de mim.
Seu nome? MENTE
Mente .. mente?! Nome estranho não?!
No início lutei com todas as forças para não me deixar levar, para não ser puxada tão violentamente .. nunca quis ser quem sustenta esse mundo.
Vivo um paradoxo: sou livre externamente e presa em mim mesma.
Vejo coisas que não era pra ver .. ou era? Pra mim é tudo tão normal ..
Rios dançam, águas caem para cima, escadas se entrelaçam, ando de cabeça para baixo ..
Sempre ouço música .. viva, que guia meus passos ..
Vultos me visitam deixando rastros por onde passam ..
Vejo risos, luzes fluorescentes .. minha dama brinca e me usa sem ressalvas, sem consideração alguma.
São tantas vozes, tantos seres que conversam comigo .. uns querendo me dizer o que fazer, outros querendo "patetizar" tudo á minha volta.
Sou mil facetas .. pirata, rainha e mágica, sou todos que minha dama propõe.
Os lapsos de andanças me perseguem, como as ondas do vento: vulnerável, inconstante, intocável e sem rumo.
Agora não é mais preciso fechar os olhos .. fui dominada, portais são abertos por mim mesmo não sabendo onde vai dar e perco totalmente o controle do que penso, do que falo, do que faço ..
A instabilidade insana me acompanha.
As vontades loucas e agudas me atacam derepente sem me deixar a mínima chance de impedir .. de me impedir.
Sentimentos e estranhesas á flor da pele .. não me toque na hora errada ou poderá perder o que você chama de vida.
Os antagonismos tão extremos me levam do céu ao inferno .. doce tortura.
É tudo real ou só fantasia? É isso que chamam de loucura?
Não importa mais .. reverencio a dama e continuarei a alimentar minha salvação e minha destruição, continuarei a viver os caprichos do meu eu.

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Fuck you


Vocês passeiam pelos blogs e qual é um dos assuntos prediletos? a boa e velha amizade
Que lindo .. qe coisa fofa, que .. blábláblá.
Eu amo meus amigos, posso sempre contar com eles, realmente são minha vida, minha família .. e poderia derramar mil palavrinhas adocicadas.
Mas .. o que todos têm e ninguém se habilita a se declarar é os motherfuckers que há em sua volta.
Tenho um coração muito bom .. o que me deixa as vezes vulnerável á pessoas duvidosas.
Eu tenho uma lista admirável de pessoas que ganham meu "fuck you" de graça ..
Antes que pensem de maneira errônea, eu sou sim uma pessoa muiito simpática (qualidade, aliás, muito parabenizada) e talvez seja por isso, regado á uma boa educação, que alguns confundem e acabam achando que aqui todos podem.
Me desmancho em risos quando observo o espanto ..
Sempre fui muito rebelde, um dos meus terríveis defeitos é o orgulho, coisa que, confesso, me agrada.
É como .. provar do veneno, isso vicia.
As vezes consigo ser imperdoável, principalmente com os dissimulados, os duas-caras, os "santos" (I hate perfect people), os intrometidos e os que me desafiam mas não tem coragem de continuar.
Não sou nada nem ninguém mas de uma coisa eu posso afirmar:
não preciso de armadilhas sujas como as quais volta e meia tentam me pegar, não preciso mentir, não preciso aparentar o que não sou.
FUCK YOU BITCH.!
Aliás, meu modo exagerado e radicalista deixa muiita gente cuspindo fogo ..
Penso: se quer quebrar algo então quebre, se quer xingar algo então xingue, se quer ir pra frente então vá mas sem olhar para os lados, sem olhar pra trás.
Aaahhh como a liberdade me alimenta e, de longe, alguns acabam sendo bobos-da-corte .. tudo vira circo .
É uma estranha mistura, ao mesmo tempo que a ira me domina, minha razão consegue me apaziguar e calcular os próximos passos sem deixar que me apunhalem por trás.
Um jogo de cintura que temos que aprimorar ..
Não sou nenhuma retardada que fica nervosinha por qualquer coisa .. apenos observo e ignoro.
Ignorar é um ato prazeroso, repare e verá que oferecer isso á quem merece é realmente um alívio.
-
Medo de se expôr? não. Eu tenho medo é de me tornar igual á eles, igual á uma marionete esculpida para os prazeres alheios.
-
Então .. á todos que mentiram, que tentaram me enganar e que quiseram me pisar eu dedico uma passagem direta e sem escalas para a puta.que.te.pariu.!
E para aqueles que querem, por algum motivo infundável, me diminuir ou me atacar lembrem-se que o jogo ainda não acabou, minhas peças estarão á sua espera e prepare-se pois quando menos se esperar gritarei: XEQUE MATE.!

sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Just believe?


Fé .. palavra que se enche na boca dos bons samaritanos, daqueles que se dizem seguidores de um Deus maior, daqueles que se auto-declaram pessoas de bem ..
É a famosa palavra-chave do cartão de visitas cristão.
Poupe-me ..
Mais que uma simples palavra, a fé se faz presente na vida destes que gritam ser agraciados por Deus?
-
Raramente vou á igrejas .. mas algumas delas tem um ar tão acolhedor, me sinto calma e serena.
Todos ali presentes clamam por Deus, expõe seus problemas, sua vida, suas fraquezas .. me sinto perdida.
Perdida porque acredito em tão poucos, conto nos dedos aqueles que entregam a vida para o tal ser divino.
Aqueles que realmente acreditam no tal poder que possuem são gotas em um oceano ..
Não sou a santa que tantas insistem em se apresentar, pelo contrário .. me assemelho á um ser sem medos, mergulhada em erros e acertos, um ser que está aprendendo á caminhar.
Não sou católica, nem evangélica, nem budista ou espiritista .. sou uma mutação, um conjunto de "achezas" que me conquistaram.
Sou cristã, acredito em Deus mas não acredito nas instituições falidas criada pelo homem.
Tantos equívocos, tantas armadilhas .. cada um se proclamando o certo, o justo, inteiramente o dono-mor da razão.
Se soubessem como não dou a mínima para tudo o que dizem, não dou a mínima para tantas frases ditas tiradas de algum livro velho de poesia ..
Porque não se preocupam com a essência, com o objetivo em comum?
Nunca direi que sigo um dogma. Dogmas remetem alienação, coisa que em nada me agrada.
Sento-me no sofá, na TV anuncia: mais um ataque-bomba fundamentalista.
O mundo virado de ponta cabeça .. onde ditos religiosos são vistos como lei, onde a razão só é morada na instituição em que você participa.
Novamente me sinto perdida, os "porques" dominam meus pensamentos ..
Fé? tenho de certa forma, mas nem sempre me sinto dominada por essa força surreal.
Gostaria sim, mas não tenho a hipocrisia de muitos para afirmar isso.
-
Eu? acredito.
A.C.R.E.D.I.T.A.R: bela forma empolgante para um ser desolado, geralmente lembrada quando todos os degraus para o mais fundo que alguém pode atingir já foram alcançados, onde nada além da tal fé pode mostrar que você ainda vive.
Poder, é um poder de fato .. ressucitar esperanças trucidadas e uma vida dilacerada é algo notável.
"Talvez exista a supra-racionalidade: a razão além das definições normais dos fatos ou da lógica baseada em dados. Algo que só faz sentido se você puder ver uma imagem maior da realidade.
Talvez seja aí que a fé se encaixe."