terça-feira, 21 de dezembro de 2010

A ironia do acaso

Ora Ora .. nunca um "vá pra puta que pariu" ficou tão famoso!
-
Seja por amigos, conhecidos ou, na maioria das vezes, por pessoas estranhas, a boa e velha frase monumental sempre aparece trazendo uma peculiar sensação de alívio em circunstâncias não muito confortáveis (ou aturáveis -q) onde os nervos estão tão alterados que agressão é mero brinde que com sorte você pode ou não levar pra casa.
-
307: o número da puta.! Incrível não é mesmo?
E o lugar está se modernizando tanto ao ponto de que daqui a pouco até passagens aéreas terá para puta que pariu!
-
A ironia dessa jornada ainda é regada a nobreza do lugar, mas não relacionado á situação financeira e sim por ser um lugar de gente de boa índole, com suas senhoras e seus senhores.
Onde puta mesmo só no nome ..
.. ainda que velhinhas que por ali passeiam não entendam muito bem seu significado condenatório.
Lugar que não se vê mas que todos já foram um dia contra a própria vontade ..
O resto dessa história é balela .. pura balela.!

domingo, 5 de dezembro de 2010

Em constante movimento


E como é se sentir constantemente numa imensa montanha-russa?
-
Mudança fatídica, radical e inesperada me toma como um todo e sempre sem razão, pelo menos para a maioria das pessoas, mas que faz todo sentido para mim.
Aliás qualquer sentido é válido para justificar minhas atitudes imprevisíveis.
Bipolar, paranóica, teimosa, irritante, peculiar, rebelde ..
Inconstância .. é como viver numa montanha-russa all the time.
-
Enigma ..
Ser sorrisos e fúria
Certa e errada
Quente e frio
Estar perto e querer fujir ..
Uma bagunça completa regada a contrastes extremos que se chocam e se unem numa dança sem fim.
Abusar dos limites, chegar na ponta do abismo ..
.. por quanto tempo ainda sobreviverei?
Dane-se .. nada mais nessa vida merece minha total sanidade.
Permita-se deixar levar pelas ondas .. veja onde vai parar,
talvez a felicidade esteja logo ali, no outro lado do mar.